0

Tereza – Leila Pereira – Ed. Castelo Ltda

Quem n?o conhece aquela cantiga popular:

“Terezinha de Jesus

De uma queda foi-se ao ch?o

Acodiram 3 cavalheiros

Todos?de chapéu na m?o (…)”

Pois é, este livro narra de forma completamente inusitada, bem-humorada e graciosa, a história de Terezinha de Jesus.

O modo como encontra seu grande amor e seu amor a encontra, é ao mesmo tempo hilário e de uma gostosura só!

Vale a pena a leitura!

Minhas crian?as e eu tivemos a oportunidade de apreciar “Terezinha”, no formato de história?cantada, contada?e tocada, pois Leila faz dupla com a musicista Karine, que a acompanha, e juntas contam e cantam histórias geniais!

0

A estrela cor de rosa – Nadia Heifetz – www.nadiaheifetz.net

“Era uma vez uma linda menina chamada Gabriela que dormia sobre um len?ol cheio de estrelas coloridas. Uma noite, uma estrela cor de rosa resolveu sair do len?ol e passear lá no céu e quando lá chegou, ficou encantada com o que viu”

“Nessa mesma noite, a Gabriela percebeu que a estrela cor de rosa n?o estava mais no seu len?ol, e come?ou a procurá-la, quando de repente ela ouviu: “Gabriela, Gabriela, olhe para o céu. Eu estou aqui, pertinho da lua. Vem prá cá”. Era a estrela cor de rosa chamando.”

Será que Gabriela encontrará a estrela cor de rosa? Só lendo prá saber!

Este livro faz parte de uma cole??o de histórias escritas pela autora, que gosta muito de escrever e compartilhar suas histórias com a família e amigos!

A partir daí, veio a vontade de ir além, e compartilhar com mais gente essa paix?o!

E com o seu empenho, e de quem acreditou no projeto, surgiu o livro “A estrela cor de rosa”, uma história delicada, de amizade, carinho, e amor, e que passa uma mensagem linda ao final…vale a pena a leitura!

nnadiah@terra.com.br para pedidos e?www.nadiaheifetz.net?para conhecer este e outros trabalhos da autora!

0

Memórias Inventadas – As infancias de Manoel de Barros – Manoel de Barros – Ed. Planeta

Um livro de poesias encantador, e emocionante, no qual Manoel de Barros descreve,?de forma totalmente inusitada e bela, as suas infancias.

Uma das que mais apreciei foi Achadouros

“Acho que o quintal onde a gente brincou é maior do que a cidade. A gente só descobre isso depois de grande. A gente descobre que o tamanho das coisas há que ser medido pela intimidade que temos com as coisas. Há de ser como acontece com o amor. Assim, as pedrinhas do nosso quintal s?o sempre maiores do que as outras pedras do mundo. Justo pelo motivo da intimidade.”

E continua…

0

A felicidade é uma melancia na cabe?a – Stella Dreis – Ed. Callis

é esse mesmo o título do livro? Quando o vi pela primeira vez pensei: ?h, como assim, felicidade é uma melancia na cabe?a? E n?o é que pode ser mesmo?

Esta é a história de?quatro senhoras, uma delas, a dona Luminosa, vivia sempre?sorrindo, pulando e dan?ando alegremente por todos os cantos. E as outras três, a dona Austera, a dona Lamúria e a dona Ranheta, viviam loucas de curiosidade para saber??qual era o segredo de sua vizinha. Pois ent?o, conseguiram descobrir um dado muito importante: ela usava, sobre sua cabe?a, um peda?o de melancia. A partir desta descoberta, come?aram a tomar providências para realizar o desejo de ser como dona Luminosa, mas mal sabiam elas, que essa história n?o?seria assim t?o simples. Na verdade, seria surreal, e maravilhosamente alegre!

0

Um amigo na caverna – Eliana Sá e Laurabeatriz – Ed. Scipione

Uma história encantadora, onde o menino Gu, um antepassado nosso, se perde do pai numa ca?ada, pois “se distraiu com um carreiro enorme de formigas.”

A partir daí sua aventura em busca do caminho de volta para casa se inicia, ele está assustado, grita pelo pai, mas seus gritos ecoam pela mata e retornam sem resposta. Um tempestade se inicia, e Gu corre para se abrigar em uma caverna escura.

Aos poucos, os olhos de Gu avistam alguma coisa, ou alguém. Desconfiadamente, e devagar, tem início uma forte e bela amizade entre Gu e seu novo amigo…

Perdi a conta de quantas vezes meu filho pediu ao pai que lesse esta história durante o dia ou antes de dormir.

Bela e tocante…